GASOLINANDO
Informação de alta octanagem.

Mais Perto do Chão

Quase Todo mundo curte carros rebaixados, fincados, esmagando formigas, certo? Pois então… Existem várias maneiras de ficar Mais Perto do Chão, veja aqui os prós e contras de cada uma, o que é permitido por lei foda se a lei eu vou fazer o que eu quiser no meu carro e como regulamentar sua caranga rebaixada!

  • Obs: O post será uma trilogia de talvez quatro, três partes.

Para aqueles certinhos que seguem a lei e pretendem lixar seu carter no asfalto andando em linha reta, aqui vai um Ctrl+ C  Ctrl+V da lei na íntegra, sem modificações ou comentários:

RESOLUÇÃO 262 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2007
Dispõe sobre modificações de veículos previstas nos arts. 98 e 106 do Código de Trânsito Brasileiro e dá outras providências.
O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO – CONTRAN, usando da competência que lhe confere o art. 12, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, e conforme Decreto n° 4.711, de 29 de maio de 2003, que trata da coordenação do Sistema Nacional de Trânsito, resolve:

Art. 6º Na modificação da suspensão, não será permitida a utilização de sistemas de suspensão com regulagem de altura.

Parágrafo único: Para os veículos que tiverem sua suspensão modificada, deve-se fazer constar no campo das observações do Certificado de Registro de Veículo – CRV e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo – CRLV a nova altura do veículo medida verticalmente do solo ao ponto do farol baixo (original) do veículo.      (Note que a lei não determina a altura mínima!)

Para a nossa tristeza lá se vão ou não as chances de instalarmos suspenão de rosca, a ar e a novissíma eletronica, by: Castor e Tebão. Sad but true.

Se você quer conferir a resolução inteira acesse: http://www.denatran.gov.br/resolucoes.htm e faça o download da resolução de nº 262. Ela abrirá em PDF.

Quanto a solicitação necessária para fazer a modificação, o procedimento é simples: O proprietário do veículo deverá pedir autorização prévia ao Detran local antes de fazer a modificação. Logo após a autorização ser expedida, corra fazer o que tem que ser feito. A autorização tem prazo e expira. Delegados não costumam ser legais e assinar a mesma autorização duas vezes. Em seguida, submeta o automóvel à inspeção em um dos organismos credenciados pelo Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), que por sua vez irá emitir um Certificado de Segurança Veicular e irá constar no campo “Observações” do documento da caranga.

Só uma observância específica de minha parte: Se você é residente de uma cidade “pequena” (Cidade pequena é sinônimo de pouca patrulha e fiscalização) ligue o foda-se e seja feliz, faça o que bem entender da sua suspensão. Agora, se tiver a infelicidade de morar numa cidade grande ou muito patrulhada, sugiro que siga o regulamento já determinado na lei para não implicar na apreensão e gincho do seu quatro rodas. Ou então seja ligeiro e não dê uma de piloto de fuga! A escolha é sua. Arrevoir.

Se tiver sorte volta com R$ 50,00 a menos.

Se tiver sorte volta com R$ 50,00 a menos na carteira.


2 Respostas to “Mais Perto do Chão”

  1. […] ruas, aqui vai a penúltima parte da trilogia de quatro pedaços sobre Suspensões Preparadas (Parte 1 e Parte 2 aqui!). Para mandar ver com estilo, nesse post, O Senhor seu 02, irá ler sobre as […]

  2. […] em mais uma odisséia pelo mundo das suspensões… Está afim de rebaixar a caranga? Já leu a primeira parte da aventura? Nesta segunda matéria você irá se inteirar sobre os prós e contras e alguns valores médios […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: